Leve até 40% OFF + FRETE GRÁTIS!Cupom: 'AMOR' - somente 500 disponíveis! 🏃‍♀️💨

Procurou, achou :)

    Atualmente, esta seção não inclui nenhum conteúdo. Adicione conteúdo nesta seção usando a barra lateral.

    Atualmente, esta seção não inclui nenhum conteúdo. Adicione conteúdo nesta seção usando a barra lateral.

    Atualmente, esta seção não inclui nenhum conteúdo. Adicione conteúdo nesta seção usando a barra lateral.

    Cabelo finos: Como identificar, tratar e cuidar deles

    mulher de costas, com cabelo fino e arramado em uma fita rosa

    Quem tem cabelo fino sabe que não é fácil cuidar deles. Afinal, quanto mais fino, mais frágil a fibra capilar. E, com isso, maiores devem ser os cuidados para evitar que o cabelo seja danificado pelos fatores externos como clima, química e ferramentas de calor. 

    Mas pior ainda é quem nem faz ideia de que tem cabelo fino. Por isso, o artigo de hoje vai ajudar você a identificar se o seu cabelo é fino ou grosso e mostrar como evitar danos e recuperar estragos nos cabelos de fios finos. 

    Por que você deve saber se o seu cabelo é fino ou grosso?

    Antes de tudo é preciso saber que existem vários tipos de cabelo que se diferenciam, principalmente, por conta de três variantes. Veja na tabela abaixo:

    Curvatura do fio Grau de oleosidade Espessura
    Liso Oleoso Fino
    Ondulado Misto Grosso
    Cacheado Seco
    Crespo Normal  


    Quando tratamos da curvatura do fio, existem ainda vários subtipos de cabelos. Com isso em mente, é preciso frisar que, ainda que exista algum padrão que relacione cada tipo de cabelo, nenhuma regra aqui é fixa. Por exemplo, a maioria dos cabelos crespos e cacheados são secos, mas é possível encontrar fios finos ou grossos. Enquanto que não é incomum que mulheres tenham cabelo liso e ressecado, ao invés de oleosos.

    Isso ocorre porque são muitas as variáveis que afetam a estrutura do fio de cabelo: clima, produtos químicos e ferramentas de calor que secam, alisam e modelam, são alguns deles.

    Para entender melhor como as agressões capilares ocorrem, vale entender também a composição do fio de cabelo, que é formado por três camadas como você confere abaixo:

    • Cutícula: camada externa, que protege o fio da primeira ação dos agentes externos;
    • Córtex: camada do meio, que dá cor, elasticidade, volume e força. É afetada quando a cutícula foi muito danificada e está aberta;
    • Medula: camada interna. É atingida quando até o córtex foi muito afetado por agressões externas. 

    Quando os agentes externos agridem demais o fio de cabelo, a cutícula se abre e deixa que os danos atinjam as camadas mais internas. Com isso, o fio de cabelo perde água e nutrientes, fica frágil, quebradiço, cheio de frizz e pontas duplas. Mas, dependendo do tipo de cabelo, essas agressões terão diferentes resultados na saúde capilar.

    Por exemplo, um cabelo seco é mais suscetível a danos do que um cabelo com oleosidade equilibrada. O mesmo vale para o fio fino, que costuma ser mais frágil do que um fio de cabelo grosso. Por isso, é importante entender bem qual é o seu tipo de cabelo, para evitar grandes danos e para saber como tratar corretamente.

    Como saber se o meu cabelo é fino?

    O cabelo fino costuma ser uma característica genética, ainda que também seja possível que os fios fiquem finos ao longo da vida. Por exemplo, é muito comum que, após passar por um período de queda de cabelo, o fio acabe se tornando mais fino e ralo. Isso ocorre porque o processo de queda capilar enfraquece os fios deixando-os finos e quebradiços.

    Em casos assim, é importante identificar o que gerou a queda de cabelo que pode ocorrer devido a doenças ou excesso de químicas, como a descoloração e a escova progressiva. Esses dois tipos de procedimentos são inclusive outros fatores que afinam o fio de cabelo com o passar do tempo.

    Assim, para identificar se o seu cabelo é fino ou grosso, é preciso levar em conta os agentes que atuam sobre a fibra capilar, mas também analisar a espessura. Na dúvida, basta realizar um teste simples: Primeiro, pegue um elástico de cabelo para fazer um rabo de cavalo. Depois, analise o resultado:

    1. Se você conseguir prender em um rabo de cavalo com apenas uma volta, o fio de cabelo é grosso;
    2. Se for preciso fazer duas ou três voltas com o elástico para prender o cabelo no rabo de cabelo, então o fio tem uma espessura mediana;
    3. Agora, se o rabo de cavalo só ficar firme com mais de três voltas de elástico, então o seu cabelo é fino.

    Qual a diferença entre cabelos finos e ralos?

    É natural achar que todo cabelo fino é ralo e vice-versa. Mas existem grandes diferenças entre esses dois tipos de cabelo, principalmente, no que se refere ao volume das madeixas. Os cabelos finos são aqueles que possuem um diâmetro menor se comparado a outros tipos de fios.

    Já os cabelos ralos podem ter qualquer espessura, fina ou grossa. O que de fato caracteriza o cabelo ralo é a pouca quantidade de fios. Ou seja, é possível que você tenha cabelos finos mas em grande quantidade. Por outro lado, também existem casos nos quais os fios são finos e em pouca quantidade, ou seja, são ralos. 

    Como cuidar de cabelos finos?

    Como vimos, um cabelo fino tende a ser mais frágil. Por isso, é importante que você adote uma rotina adequada de cuidados com as madeixas. Primeiro para fortalecer o fio de cabelo e, segundo, para evitar danificar as madeixas. Mas como cada tipo de cabelo demanda um tratamento diferente, a gente facilitou para você e separou alguns cuidados com os cabelos finos de acordo com o tipo de curvatura também, veja:

    • Cabelos finos + lisos ou ondulados: Quando o cabelo é liso ou ondulado e fino é comum que os fios sejam mais oleosos. Com isso, é necessário alguns cuidados na lavagem como: escolher um shampoo específico para cabelos finos e de preferência sem sulfato, usar condicionador apenas nas pontas, fazer hidratação capilar a cada 15 dias e tomar cuidado na hora de desembaraçar os fios para não quebrá-los. Uma dica é usar pentes largos e de madeira.
    • Cabelos finos + crespos ou cacheados:  Os cabelos crespos e cacheados são, naturalmente, mais secos. E quanto mais seco, mais frágil será o fio. Se o cabelo também for fino, aí é fragilidade no nível máximo, certo? Mas nada de desespero. Basta ter mais atenção aqui para não danificar as madeixas e sempre repor nutrientes. Então, invista em shampoos específicos para cabelos finos. Ao invés de aplicar condicionador, pode ser uma boa optar pelo uso de máscaras hidratantes. Evite também o uso do secador e da chapinha e, se quiser alisar os fios, prefira a escova alisadora que alisa mais rápido, fazendo com que os fios fiquem menos tempo em contato com o calor. Não se esqueça de sempre usar o protetor térmico antes.

    Como dar volume para um cabelo fino?

    Além da fragilidade, o cabelo fino também costuma ser menos volumoso. Ainda que isso não seja uma regra, como já dissemos. Mas, se esse é o seu caso, dá para adotar algumas estratégias para aumentar o volume das madeixas. Veja algumas:

    • Lave com mais frequência, já que cabelos sujos ficam oleosos e pesam, reduzindo o volume;
    • Use cosméticos indicados para cabelos finos;
    • Sempre retire totalmente os resíduos do shampoo e condicionador;
    • Reduza a quantidade de creme sem enxágue que você aplica nos fios;
    • Quando for usar a Basiqe para alisar, opte pelo efeito liso de salão, com mais movimento. Para isso, basta passar menos vezes a escova em cada mecha.

    Como tratar cabelos finos danificados?

    Como o cabelo fino costuma ser mais frágil e suscetível a ação de agentes externos, não raro esse tipo de fio acaba ficando mais danificado. Por isso, é comum que, por causa do vento, do sol, do cloro, de procedimentos químicos e ferramentas de calor, o cabelo fique quebradiço, sem vida, com muito frizz e pontas duplas. Para reverter esse quadro, vale seguir algumas recomendações de tratamento.

    Hidratação

    Hidratar o cabelo semanalmente, ou até duas vezes na semana, é uma ótima alternativa para amenizar o quadro de fragilidade do cabelo fino. E isso também vale para prevenir danos maiores. O importante aqui é escolher bem a máscara de hidratação, com ativos que atuem especificamente na fragilidade do fio.

    Umectação

    A umectação é a segunda etapa do cronograma capilar sendo, portanto, uma variação da nutrição dos cabelos. Essa é técnica que consiste em aplicar óleos vegetais puros nos cabelose deixar agir por algumas horas. Alguns dos mais utilizados são o óleo de argan, óleo de coco e óleo de rícino. Com isso, a oleosidade que é produzida naturalmente pelo couro cabeludo é equilibrada, evitando o ressecamento do comprimento e das pontas.

    Reconstrução

    Outra etapa que vale incluir nos cuidados do cabelo fino é a reconstrução capilar. Enquanto a hidratação repõe a água perdida, eliminando o ressecamento dos cabelos; a umectação devolve o equilíbrio da oleosidade, a reconstrução irá devolver as proteínas ao fio de cabelo, entre elas a queratina.As proteínas irão ajudar a aumentar a massa da fibra capilar, devolvendo a força, resistência e elasticidade do fio.

    Por fim…

    Cabelos finos são mais frágeis e podem se tornar quebradiços. Também é comum que os cabelos finos sejam ressecados, tenham mais frizz e pontas duplas. Por isso, é importante, primeiramente, identificar se o seu cabelo é fino ou grosso. Aliado a isso, vale descobrir também os subtipos do seu cabelo e o grau de oleosidade. Depois, é hora de adotar estratégias para evitar os danos capilares e tratar o que já foi danificado.

    Em todo caso, é recomendado que você use sempre produtos que irão fortalecer a estrutura capilar, para que o fio de cabelo fino aumente a sua densidade. Além disso, os especialistas indicam que vale criar um cronograma capilar personalizado, com foco na hidratação, umectação e reconstrução para que seja revertido os danos causados por fatores externos.

    Fora isso, é importante evitar procedimentos químicos, como tintura e progressiva, que afirnam o fio de cabelo com o tempo. E, se for alisar as madeixas, opte por uma ferramenta que danifica menos os cabelos, como é o caso da Basiqe Sleek Gold.

    escova alisadora Basiqe Sleek Gold