Duas mulheres de cabelo crespo e cacheado

Tudo o que você precisa saber sobre nutrição capilar

A nutrição capilar é uma das etapas do cronograma capilar, que é um tratamento completo que pode ser feito em casa e ajuda a reparar danos causados nos fios, devolvendo a força, a elasticidade e o brilho. Mas nem todo mundo sabe a importância de nutrir os cabelos, qual a diferença entre essa técnica e a hidratação, nem como fazê-la.

Por isso, nós dedicamos um artigo todinho para explicar tudo sobre a nutrição capilar: o que é, quais são os seus benefícios, quem deve fazer, quando e com qual periodicidade.

O que é nutrição capilar?

Para entender o que é nutrição capilar é preciso explicar um pouco sobre o cronograma capilar. O cronograma capilar é um tratamento que alterna três procedimentos durante a semana e, em geral, dura um mês. São elas: hidratação, nutrição e reconstrução. A quantidade de vezes que cada técnica é realizada em uma semana e os produtos utilizados em cada uma vai depender, principalmente, do seu tipo de cabelo ou do estado atual dos fios. Por isso, o ideal é criar um cronograma capilar personalizado. Mas, além disso, vale entender que cada tratamento tem uma função diferente. Veja:

  1. Hidratação: repõe a umidade
  2. Nutrição: repõe óleos naturais e lipídios
  3. Reconstrução: repõe queratina e outras proteínas

Com isso em mente, cada técnica é realizada, em geral, durante a lavagem dos cabelos com produtos específicos. No caso da nutrição capilar, porém, existem duas formas: através da aplicação de máscaras de nutrição durante o banho ou através da umectação, que envelopa os cabelos secos com óleos vegetais puros.

O objetivo, no entanto, é apenas um: devolver a oleosidade natural dos cabelos que os fará mais fortes, saudáveis e brilhantes, prevenindo o ressecamento e reduzindo o frizz e as pontas duplas.

Quem deve fazer a nutrição capilar?

Todos os cabelos perdem nutrientes todos os dias por conta da exposição aos raios solares, ao vento e à poluição, além do calor do secador, da chapinha, do babyliss, e das químicas da tintura e de outros procedimentos capilares. Com isso, a água, os óleos e as proteínas são perdidos e devem ser repostos.

Assim, todos os tratamentos do cronograma capilar podem ser feitos em qualquer tipo de cabelo. Mas alguns se beneficiam mais de uma técnica do que de outra. Por exemplo, a nutrição capilar acaba sendo mais efetiva por quem tem cabelos secos, ressecados e danificados como os crespos, cacheados, tingidos e alisados. Isso porque esses tipos de cabelos acabam precisando de mais oleosidade.

Basta lembrar que, por conta do formato em espiral dos fios, os crespos e cacheados não recebem adequadamente a oleosidade produzida naturalmente pelo couro cabeludo. Devido a isso, esses tipos de cabelo costumam ser mais secos. Quem tinge, realiza procedimentos químicos e faz uso constante de ferramentas de calor que alisam, secam e modelam, também acaba ficando com os fios danificados e mais ressecados porque a química e o calor removem a água, os óleo e as proteínas dos fios.

Mulher olhando cabelo danificado e ressecado
Todo mundo deveria nutrir o cabelo para acabar com o ressecamento, frizz e pontas duplas. (Fonte: Unsplash)

Mas como a nutrição de cabelo envolve a aplicação de óleos ou máscaras com óleos, muitas vezes quem tem fios oleosos evita esse tipo de tratamento. De fato, a umectação não é recomendada para quem tem fios oleosos, porque é feita com o óleo vegetal puro.

Mas a nutrição com máscaras pode e deve ser realizada em qualquer tipo de cabelo porque ela também atua no equilíbrio da oleosidade. O cuidado deve ser apenas com relação à frequência, que deve ser reduzida.

Quais os benefícios da nutrição capilar?

Os benefícios de nutrir os cabelos são inúmeros. Afinal, quando o cabelo tem sua oleosidade equilibrada, os fios ficam protegidos, evitando a desidratação e perda de queratina. E a consequência disso são madeixas com menos frizz e menos pontas duplas - dois indícios de que os cabelos estão ressecados e, possivelmente, danificados. Com a nutrição capilar, a camada protetora de lipídios é, então, restaurada. Destacamos os principais benefícios desse tratamento:

  • Devolve ao cabelo os óleos essenciais
  • Mantém as cutículas seladas e alinhadas
  • Retém a água e as proteínas dentro do fio
  • Cabelos com menos volume, menos frizz e pontas duplas
  • Madeixas macias e com brilho e fáceis de desembaraçar

Máscara ou umectação: Como escolher o produto certo para a nutrição capilar?

Você vai encontrar uma grande variedade de máscaras de nutrição à venda, assim como óleos vegetais puros que servem para fazer a umectação. Nossa dica é: experimente ambos os tipos de nutrição capilar para escolher qual é a mais indicada para o seu tipo de cabelo. Na dúvida, alterne os procedimentos.

No caso das máscaras de nutrição, é fundamental que você analise bem a lista de ingredientes, que sempre deve ter algum óleo ou manteiga. Os componentes mais comuns são:

  • Óleo de coco
  • Manteiga de karité
  • Óleo de argan
  • Manteiga de cacau
  • Óleo de oliva
  • Manteiga de macadâmia

Com qual frequência devo fazer a nutrição capilar?

Como vimos, a periodicidade de cada etapa do cronograma capilar deve ser determinada pelo estado de saúde do seu cabelo. O mesmo vale para a etapa da nutrição. De maneira geral, os cabelos que estão fortes, macios, brilhosos e saudáveis também devem ser nutridos. A recomedação é que essa etapa seja realizada uma vez a cada 15 dias.

Porém, se os fios estão ressecados, quebradiços, opacos, com muito frizz e pontas duplas é sinal de que eles estão frágeis e danificados. Nesse caso, é importante realizar a nutrição capilar, pelo menos, duas vezes na semana. Isso vale especialmente para quem tem cabelos cacheados, crespos ou que passaram por algum procedimento químico.

Agora, se com o tempo você notar que a raiz está acumulando mais oleosidade do que deveria, esse é o sinal de que você deve reduzir a frequência com que realiza a nutrição capilar.

Preciso fazer nutrição capilar se aliso com Basiqe?

Sim! Ainda que a escova alisadora Basiqe Sleek Gold reduza os danos aos cabelos, a nutrição capilar é indicada para qualquer cabelo, seja ele alisado ou não. A Basiqe de fato reduz os danos que as altas temperaturas provocam nos fios. Em geral, quem seca, alisa e modela com ferramentas de calor acaba ficando com os cabelos ressecados, opacos, com frizz e pontas duplas porque o calor remove a umidade e a oleosidade capilar.

Pensando nisso, a Basiqe foi projetada para que os seus cabelos fiquem menos tempo em contato com o calor. Isso é possível por conta da tecnologia de 25 cerdas, que dividem as mechas de cabelos em partes menores, alisando fio por fio em menos passadas. Alisa mais rápido e causa menos danos, perfeito, não é?

Sim! Mas, ainda assim, a nutrição capilar só trará benefícios aos seus cabelos. Afinal, ela forma aquela camada extra de proteção em volta do fio, o que, no fim das contas, ainda vai ajudar a garantir um cabelo liso ainda mais bonito.

Compre sua escova alisadora original aqui

Como fazer a nutrição capilar em casa?

É bem verdade que os tratamentos feitos por um profissional no salão de beleza tem lá o seu diferencial. É que eles sabem como escolher o produto ideal e também possuem técnicas de aplicação. Mas isso não quer dizer que o efeito da nutrição caseira não seja efetivo. Pelo contrário, se você escolher o produto certo para o seu tipo de cabelo e seguir nossas dicas, a nutrição capilar vai transformar o seu cabelo. Veja o passo a passo:

  1. Lave corretamente os cabelos com o shampoo, que vai abrir as cutículas do fio para receber a máscara de tratamento
  2. Com uma toalha, retire o excesso de água
  3. Separe o cabelo em mechas
  4. Aplique a máscara de nutrição
  5. Nunca aplique diretamente na raiz nem no couro cabeludo
  6. Aguarde o tempo de ação indicado na embalagem do produto
  7. Em seguida, enxágue bem
  8. Aplique corretamente o condicionador, que vai ajudar a selar as cutículas do cabelo para manter os nutrientes dentro da fibra capilar

Por fim…

A nutrição capilar é uma das etapas do cronograma capilar, tratamento que envolve a hidratação, a reposição de óleo e de proteínas ao fio de cabelo. E, por mais que algumas pessoas tenham receio de aumentar a oleosidade dos fios ao fazer a nutrição, a verdade é que essa técnica ajuda a equilibrar a quantidade de óleo que é produzida naturalmente pelo couro cabeludo.

Por conta disso também, a nutrição capilar é especialmente importante para quem tem cabelos secos, como é o caso dos fios crespos e cacheados. Mas ela também é indispensável para quem realiza procedimentos que ajudam a remover os óleos, tornando os fios ressecados, quebradiços, com mais frizz e cheios de pontas duplas. É o caso dos cabelos tingidos, com relaxamento ou progressiva e aqueles que ficam frequentemente expostos a altas temperaturas por conta do secador e da chapinha.

Em cabelos frágeis e danificados, o óleo que forma uma camada protetora do fio, ajudando a reter a água e as proteínas dentro da fibra capilar, acaba sendo perdido. Com a nutrição capilar, essa oleosidade protetora é restabelecida. Com o passar do tempo, à medida que a nutrição é feita, os fios vão retomando a força, o brilho e a maciez. Além disso, o volume é controlado, assim como o frizz e as pontas duplas sçao reduzidos. Para acertar na nutrição capilar é preciso escolher bem a fórmula da máscara ou o tipo de óleo vegetal, e seguir as recomendações da embalagem durante a aplicação.

Entrega eficaz

Acompanhe seus pedidos do começo ao fim e receba sua encomenda no prazo combinado.

Inscreva-se para receber nossas novidades

Promoção, novos produtos e ofertas.
Diretamente na sua caixa de entrada.